Onde ficar na Capadócia, Goreme ou Urgup?

Venho já hà alguns posts falando sobre minha viagem pela Turquia. Postei sobre todo o planejamento da viagem e também sobre Istambul e agora vou escrever um pouquinho sobre a Capadócia. Fiz um roteiro de 3 dias/2 noites e quero contar nos próximos posts os detalhes desse planejamento e roteiro.

Tudo começou com a escolha de onder ficar, aliás, determinar as cidades já exige alguma informação pois se você colocar Capadócia em sites como Booking.com ele te trás algo que gira em torno de 5 a 6 cidades diferentes para escolher. Colhi algumas informações e as cidades mais recomendadas foram Urgup ou Goreme.

A decisão não foi fácil, uma amiga foi à Urgup, gostou e recomendou. Procurei sobre o assunto na internet, li algumas páginas onde os viajantes pediam opiniões sobre esse mesmo tema e cada um tinha seu ponto de vista. Escolhi Goreme mais por uma questão prática, acabei encontrando um hotel com um excelente custo benefício, e no final acho que fiz uma boa escolha. Então para aqueles que me perguntarem daqui para frente sobre onde ficar na Capadócia minha resposta será Goreme.

Chegada em Goreme

Vamos aos porquês:

1 – Localização

Goreme está bem mais próximo das principais atrações da Capadócia que Urgup. Ok, de Goreme à Urgup são 9km porém, infelizmente, temos que fazer uma escolha. O Museu à Céu aberto de Goreme é acessível caminhando a partir de Goreme e o passeio de Balão parte do vale próximo ao Museu.

Caminhando até o Museu ao Céu Aberto de Goreme

Além disso está muito próxima de Uchisar que também tem pontos de interesse turístico e praticamente no meio do caminho entre Urgup e Nevsehir. Em Nevsehir se econtra o aeroporto mais próximo para acessar a região e a estação de onde partem ônibus para Derinkuyu, onde está localizada a Cidade Subterrânea.

Como fiquei pouco tempo, cheguei em uma terça-feira logo após o almoço e fui embora na quinta à tardinha, a economia de tempo em deslocamento fez toda a diferença.

2 – As Belezas Naturais da Região

Tive a oportunidade de ir até Urgup, passei algumas horas conhecendo a cidade e acho que a cidade de Goreme é mais Capadócia. Ok, o que quero dizer com isso? Na verdade ela fica bem no meio do parque e para onde você olhe você vê o vale com as formações rochosas.

Estação de ônibus em Goreme

Alguns restaurantes aproveitam bem a paisagem e fazem inclusive mesas em um segundo andar para que a vista possa ser melhor apreciada.

Restaurante em Goreme

A cidade de Goreme se estende ao longo do vale o que facilita essa visão enquanto Urgup se concentra no meio de uma região que não é tão cercada pelo mesmo tipo de relevo. Além de tudo Goreme tem um lugar para se ver o pôr do sol que é simplesmente fantásico. Veja bem, não estou dizendo que Urgup não tem a mesma beleza só acho que Goreme tem mais.

No mirante esperando o sol se pôr…

Pôr do sol em Goreme

3 – Charminho Turístico

Goreme possui, na minha opinião, aquele charminho turístico que poucas cidades tem e que as tornam tão encantadoras. Sim é bem turística, Urgup é mais local, se vê na hora que muita gente que trabalha em Goreme deve morar nos arredores, indo para Nevsehir e chegando pelo aeroporto de Kayseri se cruzam cidade bem maiores, a própria Urgup é maior.

Rua do centrinho em Goreme

Porém existem momentos em uma viagem que um lugar como esse, onde o passeio é curtir os parques e as belezas naturais, é um oásis de calmaria e se aproveita, relaxa e se descança muito. Goreme me lembrou um pouco Siam Reap no Cambodja e fazendo uma comparação nacional acho que Parati no Rio é um bom exemplo. À tarde a cidade é calma, quase morta, e pela noite nos restaurantes e lojinhas rola um clima muito gostoso com a temperatura mais amena mesmo nas noites de verão.

Aqui mais uma dica, não tem transporte público depois das 18 horas entre Urgup e Goreme então, se você não estiver motorizado não consegue dormir em um lugar e ir à noite em outro.

4 – Perfil Backpacker/Mochilão

Goreme carrega um pouco, aos menos do que li na internet, o esteriótipo de ser uma cidade mais “backpacker”, de que o turismo alí é mais mochilão, mais bicho grilo, hippie. Aliás essa característica me colocou em dúvida na hora de escolher onde ficar, não sei porque mais a maioria dos hotéis que via e que eram mais baratos, eram sempre em Goreme e enquanto olhava as fotos, com o estereótipo na cabeça, ficava achando que eram simples demais. Esses esteriótipos realmente criam problemas! É verdade, Goreme tem mais albergues e muitos hotéis simples e econômicos porém em se tratando de tipos tem hotéis para todos os bolsos.

Onde fiquei

O hotel em que fiquei, o Katpatuka Hotel, era bom, bem localizado, na subida em direção ao morro do pôr do sol, com uma cama e chuveiro bons (o que é fundamental), amenidades, wireless, um café da manhã simples, mais ao estilo turco que internacional e ainda por cima um cave-hotel.

O hotel

Peguei uma mega-promoção no Booking em um quarto standard para dois porém com camas de solteiro. Acho que paguei menos porque esse quarto porque pelo que pude observar ele era menor que os demais e também cheguei a conclusão que ele era metade cave, metade não porque uma parte pequena dele parecia ser de alvenaria.

O quarto standard

O recomendo porém com duas pequenas ressalvas. Talvez pelo fato do quarto não ser tão cave assim senti falta do ar-condicionado. Li que não era necessário mesmo no verão mas acho que além de refrescar ele cria uma cortina sonora importante quando as pessoas costumam acordar às quatro da manhã para fazer o passeio de balão. Acho melhor tê-lo e não usá-lo do que não tê-lo.

A segunda questão é que não achei o pessoal muito preparado para lidar com o turista estrangeiro. Quando reservei recebi diversos emails num inglês bem escrito e depois até em português, esse mais para google translator. No entanto ao chegar as pessoas do hotel, poucas, não se comunicavam, se restringiram a um bom dia, documentos, boa tarde. Isso não fez muita diferença na viagem, a cidade é pequena e na rodoviária de Goreme tem um centro de informações turísticas bom.

Se ficaria de novo? Se tivesse o mesmo orçamento repetiria a dose, com um orçamento um pouquinho maior procuraria um hotel com uma infra-estrutura melhor porque ficando em Goreme é possível fazer os principais passeios durante o dia e ainda voltar para o hotel para curtir um final de tarde agradável antes de ir jantar nos inúmeros restaurantezinhos locais.

Leia mais:

About these ads

Sobre planejandoaviagem

Uma gaúcha do interior do Rio Grande do Sul, que morou 8 anos em Porto Alegre, 8 anos no Rio de Janeiro e agora se prepara para completar seu primeiro ano em terras européias. No momento morando em Roma, curtindo os dias na terra dos meus bisavós, estudando e viajando bastante.
Esse post foi publicado em Asia, Capadócia, Capadócia, Europa, Turquia, Turquia e marcado , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Onde ficar na Capadócia, Goreme ou Urgup?

  1. Pingback: A Piccola Série de Posts sobre a Turquia | planejandoaviagem

  2. Pingback: Ainda no Mar Egeu…Kusadasi | planejandoaviagem

  3. Pingback: 2 Dias de Pernas para o Ar no Mar Egeu (Bodrum e Gumbet) | planejandoaviagem

  4. Pingback: O Passeio de Balão pela Capadócia | planejandoaviagem

  5. Pingback: Horários Transporte Público entre Goreme e Urgup/Nevsehir | planejandoaviagem

  6. Pingback: Meu Roteiro de 3 dias desempacotados na Capadócia | planejandoaviagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s